Destinos Nacionais

Mata de São João

O município de Mata de São João guarda grande patrimônio histórico, possui imensas belezas naturais, 28 km de praias, mata atlântica, rios, lagoas e coqueirais. Tem 46.998 mil habitantes (População estimada 2017) e é um dos principais destinos turísticos do Brasil.

A história conhecida do município começa em 1549 quando Garcia d’Ávila, membro da comitiva de Thomé de Sousa, estabeleceu-se na região, que era habitada pelos tupinambás. Em uma colina, perto da atual Praia do Forte, Garcia d’Ávila começou a construir seu castelo, em 1551. A Torre do Castelo tinha localização estratégica para a defesa do território.

Hoje, as principais atividades econômicas do município tem relação com o turismo, principalmente em Praia do Forte, Imbassaí e Sauípe.

A cidade abriga algumas das praias mais visitadas do litoral baiano, como Praia do Forte e Imbassaí

Mata de São João é um dos destinos mais visitados do litoral da Bahia, e pouca gente sabe disso. É que a cidade – colada com Salvador -, é famosa por abrigar uma coleção de vilarejos de praia que se comportam como verdadeiros municípios emancipados, como Praia do Forte e Imbassaí. Por isso, Mata de São João se transformou no principal polo turístico do Litoral Norte.

A cidade tem uma vasta extensão territorial, mas o burburinho turístico concentra-se próximo à costa (e não poderia ser diferente). As praias têm águas relativamente calmas, e naturalmente protegidas por recifes de corais, que formam verdadeiras piscinas naturais na maré baixa. A biodiversidade marinha é uma característica dessa região, que abriga uma das mais importantes filiais do Projeto Tamar.

Como chegar

Um dos motivos que transformam Mata de São João em um dos principais destinos turísticos da Bahia é justamente seu fácil acesso. A cidade fica a menos de 60 quilômetros de Salvador, e tem acesso facílimo pela bem pavimentada BA-099 (ou “Estada do Coco” e “Linha Verde”).

Onde ficar

Mata de São João abriga nada menos que o maior polo hoteleiro do Nordeste, e um dos maiores do Brasil: a Costa do Sauípe. O empreendimento fica no limite norte da cidade, e possui um conjunto de hotéis e resorts muito bem estruturados.

Outra opção muito badalada (e mais rústica) em Mata de São João é a Praia do Forte, que tem uma orla extensa, e ocupada por um charmoso vilarejo. A praia é salpicada por uma coleção de hotéis e pousadas com excelente infraestrutura. Imbassaí também se destaca no quesito. É lá que fica o badaladíssimo Grand Palladium Imbassaí Resort & Spa, e a luxuosa Pousada Capitu.

Onde comer

A gastronomia também é um ponto forte das praias de Mata de São João. A praia do Forte se é a principal nesse quesito: o centrinho conta com dezenas de restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia regional e internacional. Imbassaí também conta com alguns restaurantes e quiosques na orla, com infraestrutura um pouco mais rústica.

Já a Costa do Sauípe também reúne bons restaurantes e bares, muitos deles assinados por chefs internacionais. Mas a maioria deles está restrito aos hóspedes, ou a uma distância tão grande das outras praias que não compensa o bate-volta. Para quem pretende se hospedar no complexo, a dica é aproveitar o burburinho noturno da Vila Nova da Praia, uma espécie de shopping ao ar livre que recria os vilarejos típicos do Nordeste.

O que fazer

Praia do Forte – É a praia mais frequentada da cidade e de todo o Litoral Norte da Bahia. Localizada a cerca de 70 quilômetros de Salvador, Praia do Forte tem águas calmas, e protegidas por recifes de corais. A orla é ocupada por um vilarejo com vida própria: há ótimos quiosques, hotéis, pousadas, restaurantes e uma vida noturna bastante agitada. Um dos cartões-postais da Praia do Forte é o Projeto Tamar, que conta com um grande complexo de entretenimento na região.

Imbassaí – Primeira praia da Linha Verde (trecho da BA-099 que fica logo após a Praia do Forte), Imbassaí tem um clima bem mais pacato que o vilarejo vizinho. A praia fica no encontro do rio com o mar, o que garante águas calmas durante quase o tempo inteiro. A orla é ocupada por quiosques, restaurantes e algumas pousadas rústicas.

Praia de Santo Antônio – Colada com Imbassaí, a Praia de Santo Antônio consegue ser ainda mais rústica. A praia é ocupada por uma pequena vila, cercada por dunas e coqueirais à beira-mar. A faixa de areia é praticamente deserta, e conta com poucas opções de quiosques ao longo da orla.

Costa do Sauípe – Se Imbassaí, Santo Antônio e Praia do Forte se destacam pela estrutura rústica, a Costa do Sauípe é o paraíso para quem não abre mão de luxo e conforto. O local abriga nada menos que o maior complexo hoteleiro da Bahia, e um dos maiores do Brasil. Os hotéis e Resorts ficam na beira da praia, e apesar da imensa infraestrutura, preservam grande parte das dunas, mangues e da vegetação nativa.

Praia do Sancho – PE

praia-do-sancho

A Praia do Sancho está entre as praias mais bonitas do Brasil e sempre é eleita a preferida entre os visitantes que passam por Fernando de Noronha. Tem uma paisagem de deixar qualquer um de queixo caído, além de ser um dos melhores pontos de mergulho livre do país, com diversas formas marinhas que vivem exclusivamente nos corais da região. O local tem imponentes falésias e um penhasco, que fica antes da escadaria, com uma vista deslumbrante. Você pode até escolher ir até lá de barco, pois o passeio sempre vale a pena. Mas prefira o bugue para aproveitar ainda melhor as maravilhas do lugar.

A Baía do Sancho é a praia mais bela do Brasil. Isolada, coberta por vegetação nativa e limitada por uma alta falésia, onde pássaros constroem seus ninhos, ela tem areia branca e mar verde-esmeralda. Do alto da falésia mais um presente: o mirante dos Golfinhos de onde é possível ver os rotadores brincando no mar. Aliás, a vista como um todo é simplesmente maravilhosa.

Para acessar a praia e os mirantes é preciso adquirir o ingresso do Parque Marinho. Ele tem validade de dez dias e custa R$ 75 para brasileiros e R$ 150 para estrangeiros e estão à venda na Praça Flamboyant. Da entrada do PIC-Sancho (Posto de Informação e Controle), há passarelas que levam aos mirantes da Baía dos Golfinhos e Dois Irmãos, além dos mirantes que descortinam a praia do Sancho. No PIC há duchas de água doce, lanchonete, lojinhas e estacionamento.

Lagoa Santa – GO

Prepare-se para conhecer uma das mais belas Lagoas brasileiras: Lagoa Santa. Um lagoa_lagoa_santa arquipélago tropical, situado a 360km de Goiânia, que mistura todas as cores, ventos e sons. Rico na beleza, rico na história. O lugar onde a paz e a natureza escolheram para morar!

O município de Lagoa Santa surgiu entre os anos de 1880 e 1890, segundo moradores locais. Sua história encontra-se vinculada aos desbravadores sertanistas que penetraram na região em busca de terras férteis. Vergílio Ferraz, fazendeiro de Minas Gerais na época e hoje considerado um dos pioneiros, resolveu sair para caçar com dois nativos da região, e viajando através das águas chegou nas margens do Córrego Fundo, hoje denominada Fazenda Córrego Fundo e Fazenda Sossego. Chegando em um determinado local, os companheiros de Vergílio encontraram uma lagoa de águas quentes, límpidas e com grande variedade de peixes. Resolveram banhar-se na lagoa, sentiram sinais de melhoras em seus corpos e descobriram o poder medicinal das águas. Daí a origem do nome do município, Lagoa Santa. _DSC2283Decorridos alguns dias, Vergílio mandou buscar sua esposa, Luisinha, e seus cinco filhos, que passaram a residir na região, no local chamado Imóvel Jaborandi, hoje Fazenda Caçula. Os descendentes de Vergílio e da família Moraes construíram uma simples pensão no campo para abrigar os visitantes de todo o país, que se acomodavam de 20 a 30 dias em busca das propriedades curativas da lagoa, surgindo aí o primeiro comércio do povoado.

Visite o site da cidade e conheça mais detalhes desta linda cidade: www.lagoasantagoias.com.br